segunda-feira, 25 de junho de 2012

As Pinturas Rupestres de El Castillo,Serão de Neandertais?

 
Parece que as Pinturas do Paleolítico da Gruta de “El Castillo”,  no norte de Espanha, podem ser obra dos Neandertais e remontar a 40.800 anos atrás, tornando-se nas mais antigas representações pictóricas,conhecidas,  conclui uma nova Investigação. 
Esta informação foi dada á imprensa difundida pela Universidade de Bristol, quero realçar a participação neste estudo do Investigador Português João Zilhão.

"Com estes novos dados, a datação para o início das representações artísticas humanas recua em cerca de 10.000 anos, indicando que as pinturas tanto poderiam ser realizadas  pelos primeiros seres humanos anatomicamente modernos da Europa, como pelos Neandertais."

Existem 50 pinturas em 11 cavernas no Norte da Espanha, como as Grutas de Altamira, Castillo e El Tito Bustillo, que foram datadas por uma equipa liderada pelo Dr. Alistair Pike, da Universidade de Bristol, e constituída por Investigadores do Reino Unido, de Espanha e de Portugal. O projecto foi financiado pela "Natural Environment Research Council" (NERC).

Como as datações  pelo radiocarbono não funcionam onde não há matéria orgânica, a equipa decidiu recorrer a um processo de datação aplicado à formação de pequenas estalactites que se formaram em cima das pinturas usando um método radioactivo do urânio, o designado  (Uranium-series U-series). Desta forma foi obtida uma idade mínima para a arte e nos caos em que a estalagmites maiores apareceram pintadas, foram obtidos limites cronológicos com maior fiabilidade.
Mas no caso concreto de “El Castillo”, foram encontradas balizações cronológicas que fazem recuar a origem  até aos 40.800 anos, tornando-se na Arte Rupestre mais antiga conhecida na Europa, 5 a 10.000 anos mais Antiga do as encontradas em França.

Segundo  Alistair Pike;

 "evidências para a existência de seres Humanos modernos no Norte da Espanha há pelo menos 41.500 anos atrás, mas  antes deles existiam aqui os Neandertais. Os nossos resultados mostram que tanto os seres Humanos modernos como os Neandertais podem ter sido os responsáveis por estas manifestações artísticas.
Nós vemos evidência de simbolismo Humano na forma como surgem algumas contas perfuradas, cascas de ovo e pigmentos gravadas em África cerca de 70 a 100.000 anos atrás, mas parece que as primeiras pinturas rupestres estão na Europa. Um argumento que explica o seu desenvolvimento neste Continente baseia-se no conceito de que nessa altura existia uma competição por recursos com os neandertais. Este facto poderá ter provocado um incremento da inovação cultural dos primeiros grupos de seres Humanos modernos, a fim de sobreviver. Mas a pintura realizada dentro de cavernas poderá ter começado antes da chegada dos humanos modernos,  podendo ter sido realizadas por homens de Neandertal ".

O Encontro de Michalak Com 2 Ovnis...

 
Um dos encontros de pessoas com Ovnis,ou Objectos Não Identificados,foi este caso,em 19 de Maio de 1967,que ainda está por explicar...
Stephen Michalak de Winnipeg,ganhava a vida como Mecânico,mas era Geologo amador e certa vez,estava a fazer prospecção perto do lago Falcon , Manitoba, quando encontrou dois Ovnis, um dos quais pousou numa enorme pedra plana,acerca de 160 pés de distância dele.A outra nave mudou de cores do vermelho,para o laranja e finalmente cinzento.Desapareceu nas nuvens acima dele. 
A nave que restou,também mudou de cores,exactamente como a outra,mas após o cinzento ficou dourada como o Sol.
Michalak esperou 30 m.receando que a porta se abrisse,mas nenhum movimento se vislumbrou,mas agora,conseguia ver o interior da nave,ainda brilhante.
Reunindo coragem, aproximou-se,cuidadosamente, da estranha nave, que parecia uma tigela com uma cúpula na parte superior. Quarenta metros de largura e 15 metros de altura, ela emitiu um zumbido e um forte cheiro a  enxofre. Na parte inferior, logo abaixo da borda da nave,havia uma especie de porta,que abrira-se ,da qual ouvia-se vozes abafadas. 

"Elas soavam como seres humanos", relatou ele. "Eu era capaz de ouvir duas vozes distintas, uma com um tom mais alto do que o outra."
  
Pensando que ele estava lidando com uma nave Terrestre, ele perguntou em várias línguas,  se ele poderia ajudar. Não obteve resposta. Ele enfiou a cabeça através da abertura para o interior, vendo apenas um "labirinto de luzes"(como um enorme Computador...)e nem vivalma Naquele momento, três portas de painel deslizaram e selaram a abertura. Como Michalak recuou, tocou no exterior do veículo;estava tão quente que queimou as luvas.

De repente, o objecto subiu, expelindo ar quente através de um respiradouro de grade que fez a camisa  de Michalak irromper em chamas,ficando com queimaduras,com fortes dores e uma forte nausea.Seguida de dor de cabeça e de estômago,acabou por vomitar.
Quando os médicos examinaram Michalak num hospital de Winnipeg, poucas horas depois, eles observaram a queimadura por todo o peito - exactamente como o padrão do vapor através da grade,que Michalak tinha descrito na parte inferior do Ovni. Os problemas de saude de Michalak continuaram e levou-o á Clínica Mayo de Minnesota no ano seguinte. Investigações por organismos oficiais e civis não descobriram nenhuma evidência,mas por a historia de Michalak ser unica em diferentes aspectos,é considerada genuína por alguns Investigadores  e Grupos que se dedicam á descoberta de tudo relacionado com Ovnis .

quinta-feira, 14 de junho de 2012

As Minas de Salomão,Finalmente Encontradas?

 
A Bíblia diz que o rei Salomão foi um Rei judeu, além de ser Justo e Sabio, conduziu o seu povo á prosperidade , talvez através algumas minas de ouro Lendárias que fizeram dele um Rei Rico e Poderoso.  
Mas recentemente, uma equipa Internacional de Arqueólogos descobriu que essas minas realmente existiram, mas não eram de ouro e sim de cobre.A Descoberta foi feita por Thomas Levy, da Universidade da Califórnia (EUA) e o seu colega Mohammad Najjar, Amigos da Arqueologia, na Jordânia.A sua equipe encontrou em Khirbat en-Nahas (ruínas de cobre em Arabe),na Jordânia,o bairro Faynan ,com indicações claras e precisas de que por volta de 3.000 anos atrás existiam algumas minas grandes e uma indústria de fundição de cobre, que poderia muito bem ter servido ao Rei Salomão como o fornecimento de um metal para armas e ferramentas.
Levy acredita que as minas por serem de tão grande profundidade,os seus trabalhadores habitavam nelas,apenas vindo ao de cima nos Fins de Semana e por isso poderiam ser escravos e não trabalhadores pagos.O local havia sido escavada na década de 1930 pelo Americano Nelson Glueck, que afirmou que em Faynan eram  as verdadeiras Minas do Rei Salomão, mas as escavações mais amplas na área não foi retomadas até 2002.Só apartir daí é que Descobriram,numa área de 10 hectares, em mais de 6 metros de profundidade resíduos e as ruínas das antigas minas.As mais recentes descobertas na campanha de 2006,foi um escaravelho e um amuleto Egípcio,que  juntamente com a datação por radiocarbono , colocam a idade de ouro de Khirbat en-Nahas no século X A.C, o que confirmaria o relato Bíblico dos Reis David e Salomão.Ou seja, as minas funcionaram 3 séculos antes do que se pensava.  
Os Pesquisadores documentaram um pico de actividade das minas no século IX A.C, e isso também dá razão á história do Reino de Edom, uma Nação irmã dos Israelitas,que segundo a Bíblia, alcançou grande poder ao sul do Mar Morto, onde se situa,precisamente, o distrito de Faynan.
O palpite de Levy é que eram os Edomitas que eram donos das minas e que por comercializavam depois com os Israelitas.Dessa forma se explicaria a incrivel riqueza e poder que tinham e que deram azo na construção de Petra,a sua cidade.Por isso não seriam uma simples Tribo como se pensava,mas também um Reino!!!
Thomas Levy encontrou uma centena de edifícios e uma Fortaleza no meio de uma grande área coberta por residuos negros,(lixo do cobre oxidado) visíveis do espaço.
A análise por radiocarbono da madeira e sementes encontrados no local, analisadas em Oxford por Thomas Higham, confirmam que as minas estavam trabalhando no momento dos antigos Reinos de Israel e Edom. 

No entanto cauteloso diz;
  
“Nós não temos prova de que encontramos as minas de Salomão, mas o que temos é a prova de que havia reinos no século 10.”



O Antigo Egipto...

É normal que quando se fala no Egipto da Antiguidade, as primeiras coisas que nos vêm à mente são as  grandes Pirâmides, as Múmias e artefatos dos Museus, os Templos e toda a atmosfera de Aventura e entusiasmo que cerca tudo o que diz respeito ao Mundo dos Faraós, que a Literatura e o Cinema nos mostram, como sempre presentes nas Expedições Arqueológicas.
Mas não é bem assim...o que nos mostram nos Livros e no grande ecran é muito romanceado e como se tudo fosse facil e rapido de Descobrir ou fazer algo...!!!
Apesar de muito se saber do modo de vida, da estrutura Social, Economica e Política do Egipto Faraónico,muito ainda coisa há ainda por se Descobrir... Algumas das vezes a circulação dessas informações fica restrita ao meio Academico ou em poucas centenas de Pesquisadores dedicados. E por não chegar ao Publico.as vezes que seria desejado,propicionam a formulação de idéias Fantasiosas e que engrossam,também,um extenso Rol de crenças sobre a Cultura Egípcia.
No decorrer de mais de três mil anos, o Egipto passou por Períodos de grande brilho, mas também de declínio e de oscilações políticas. A História Egípcia costuma ser dividida em duas partes;

- O Período Pré-Dinástico
- O Período Dinástico

O Período Pré-Dinástico (5000 - 3200 a.C)
 

Desde 5000 a.C, o Egipto era habitado por Povos que viviam em Clãs, chamados "Nomos". Eram independentes uns dos outros, mas cooperavam entre si quando tinham problemas em comum. Essas relações evoluíram e levaram a formação dos dois Reinos independentes;

O Reino do Baixo Egipto(união dos" Nomos" do Norte)

O Reino do Alto Egipto( união dos "Nomos" do Sul)

Por volta de 3220 a.C., esses dois Reinos foram unificados por Menés, que se tornou o primeiro Faraó, governante absoluto do Egipto, o seu Deus na Terra. O Faraó usava uma coroa dupla para demonstrar que era o rei do Alto e Baixo Egipto. Menés fundou, assim, a primeira Dinastia dos Faraós, finalizando o período Pré-Dinastico.




 Período Dinástico (3200 - 1085 a.C);

Foi durante o Período Dinástico que se deu o crescimento territorial, economico e militar do Egipto. Este período tmabém é  dividido em várias partes;

O Antigo Império (3200 - 2423 a.C);

Durante o Antigo Império, os Faraós conquistaram enormes poderes no campo Religioso, Militar e Administrativo. Essa época foi  a época das Pirâmides. O primeiro a criar uma Pirâmide foi Djezer e o seu Arquitecto Imhotep, em Sakara.

Mais tarde um outro Faraó, Snefer, inspirado nessa Pirâmide construiu três Pirâmides, porque só a ultima tinha condições de abrigar a Múmia do Faraó. O filho (Kufu ou Keops), o neto (Quefrem) e o bisneto (Mikerinos) construíram as magníficas pirâmides de Gizé,tão nossas conhecidas. A família da 5ª Dinastia talvez tenha sido a família mais poderosa de toda a Historia do Egipto.

A Sociedade era dividida em funcionários que auxiliavam e cuidavam do Faraó,Nobres e o Clero,depois vinha o Povo, trabalhadores pobres, que se dedicavam à agricultura, ás construções e arcavam com pesados tributos. No Antigo Império, a Capital do Egipto foi, primeiro, a Cidade de Tinis,mudando-se depois, para Mênfis. Por volta de 2400 a.C., O Império Egípcio foi abalado por uma série de revoltas lideradas pelos Administradores de Províncias. O objectivo  era enfraquecer a autoridade do Faraó. Com a autoridade enfraquecida, o poder do Faraó declinou, a Sociedade Egípcia desorganizou-se e o Egipto viveu um período de distúrbios e de  guerra civil.

O Médio Império (2160 - 1730 a.C.);

Os  Nobres de Tebas conseguiram reunir forças para acabar com as revoltas e essa Cidade acabou tornando-se a Capital do Império Egípcio. Dela surgiram novos Faraós que governaram o Império nos séculos seguintes. Durante o Médio Império, o Egipto atingiu certa estabilidade Política, crescimento Economico e florescimento Artístico. Isso impulsionou a ampliação das fronteiras, levando á Conquista militar da Núbia. Por volta de 1750 a.C., o Egipto foi invadido pelos Hicsos (Povo Nomada vindo do Oriente Médio), que se mostraram superiores aos Egípcios Militarmente e dessa forma conseguiram dominar a região Norte do Egipto e estabelecer a capital em Ávaris. Aí permaneceram por, aproximadamente, 170 anos.

O Novo Império (1500 - 1085 a.C.);

Novamente os Nobres de Tebas reuniram forças e conseguiram expulsar os Hicsos, restabelecendo a unidade Política do Egipto. Iniciou-se, então, o Novo Império. Usando as técnicas Militares aprendidas com os Hicsos, os Faraós organizaram Exércitos permanentes, lançando-os em Guerras de Conquistas. Assim, invadiram Territórios do Oriente Médio, dominando Cidades como Jerusalém, Damasco, Assur e Babilonia. Os Povos dominados eram obrigados a pagar pesados tributos ao Faraó em forma de ouro, escravos, alimentos, artesanato etc.

 
Foi  nesta época é que existiram os Faraós mais Famosos, como a Rainha Hatchepsut, Akenaton, Ramsés "O Grande", entre outros. Hatchepsutfoi a primeira Rainha a governar o Egipto, ela construiu maravilhosos Monumentos ,mas que após a sua morte,o seu nome foi apagado. Ramsés, "O Grande" além de ter sido um grande Guerreiro foi um grande Construtor, foi ele que construiu os Templos em Abu Simbel. Akenaton foi um revolucionário, ele implantou o Monoteísmo, fazendo todos acreditarem apenas em Aton o Deus Sol. Mudou,também,a capital do Egipto de Tebas para El-Amarna. Mas  após sua morte,o seu filho, Tutankamon voltou á antiga Capital do Egipto. Tutankamon tornou-se famoso,não pelos seus feitos gloriosos ou artisticos,mas com a riqueza dos seu Tesouro e Mumia,encontrados intactos,sua Tumba não foi violada por Saqueadores como a grande maioria de outras. Ascendeu a Trono,apenas com 9 e morreu aos 18.A partir de 1167 a.C., o Império Egípcio foi agitado,novamente,por revoltas populares, entrando em Período de Decadência. A maioria da População era sobrecarregada de impostos e afundava em crescente pobreza. Enquanto isso, o Faraó ,a sua família, os Chefes Militares e os Sacerdotes exibiam,cada vez mais, luxo, riqueza e poder.

A Decadência do Egipto;

Depois do século XII a.C., o Egipto foi sucessivamente invadido por diversos Povos,que aproveitaram-se da desorganização que Reinava e em 670 a.C., os Assírios Conquistaram o Egipto, dominando-o por oito anos. Após esse tempo,de novo o Egipto começou uma fase de recuperação Economica e brilho cultural conhecida com "Renascença Saíta". Essa fase recebeu esse nome porque a recuperação Egípcia foi impulsionada pelos Soberanos da Cidade de Sais. A prosperidade, porém, durou pouco. Em 525 a.C., os Persas Conquistaram o Egipto. Quase dois séculos depois vieram os Macedônicos, Comandados por Alexandre Magno,derrotando os Persas. Depois do Suicidio de  Cleópatra , o Egipto foi dominado pelos Romanos, que governaram por 600 anos, até á conquista Árabe.


A Economia do Egipto;

A sua principal actividade Economica era a Agricultura.Os campos todos os anos eram inundados pelo Nilo, que tornava os terrenos férteis e muito produtivos.Ás vezes podiam fazer 2 colheitas dos mesmos produtos e que lhes permitia ter uma variedade enorme de produtos.Eles cultivavam trigo, cevada, linho, algodão, legumes, frutas e papiro, Uma especie de junco com a qual faziam o seu papel de boa qualidade e que exportavam para outras Nações.
Além da Agricultura,criavam bois, cabras, carneiros, patos...tinham minas de ouro, pedras preciosas, que trabalhavam em peças requintadas de grande beleza.
Produziam armas, barcos, ceramica, tijolos, vidro, cobre, bronze, etc. 

Não conheciam o dinheiro, por isso, eles compravam e vendiam através de trocas. Essa actividade atingiu o seu apogeu no Novo Império, quando se intensificaram os contactos comerciais com a ilha de Creta, Palestina, Fenícia e Síria.

A Escrita Egipcia;

Durante quase 15 séculos, a Humanidade olhou fascinada para os Hieróglifos Egípcios sem lcompreender o seu sentido. Os Sacerdotes Egípcios do século IV da nossa Era foram os últimos homens a utilizar essa escrita. Eles, manteram a Linguagem tão fechada,que fizeram com que o seu significado se perdesse. Como não compreendiam,os Europeus da Epoca, e posteriormente, pensavam que os Hieróglifos eram instrumentos Místicos de algum rito demoníaco.
Embora os Egípcios nunca tivessem formado um Alfabeto como o conhecemos, estabeleceram Símbolos para todas os sons consoantes da sua língua. O sistema mostrou-se notavelmente eficiente,ao combinar Fonogramas, formavam-se versões esquematizadas de palavras. Nem todos os Hieróglifos abandonavam a sua função de imagens de palavras para se tornarem Símbolos Fonéticos. Pelo menos 100 Hieróglifos eram usados para representar a palavra que retratavam, sendo usados também como determinativos do Significado das palavras.
Durante 3000 anos constituíram a linguagem representativa do Egipto. A última inscrição conhecida é do ano de 394 d.C., quando o Egipto,era já,uma Província Romana. 
Em 1822, um linguista Francês Jean-François Champollion(Que acompanhava os Exercitos Franceses de Napoleão) provou que os desenhos podiam formar palavras não relacionadas com a imagem. Só então os homens do Ocidente começaram a compreender que tinham diante de si uma linguagem que representava a chave para o que até então tinha sido um Misterio. Alfabeto Egípcio;
No início da história do Egipto, há mais de 6.000 anos, os Egípcios usavam figuras chamadas hieróglifos para a sua escrita. Portanto, tudo e cada idéia tinha de ter a sua própria figura representativa. Mas,gradualmente, essas figuras foram tornando-se mais simples, e algumas vezes usavam-se apenas parte de uma palavra. Mais tarde, algumas figuras foram aproveitadas como letras, pela primeira vez na História. Essas letras, contudo, eram ainda misturadas com figuras de sílabas e de palavras. É bem possível que os Fenícios, que foram os primeiros a usar somente letras para escrever, tenham se inspirado nos Egípcios. O Alfabeto Egípcio é na verdade o ancestral do nosso. Mesmo a palavra "Alfabeto" vem daí. As primeiras duas letras do Alfabeto deles são: "Aleph" e "Beth", nomes de "Boi" e "Casa", respectivamente. Mais tarde,os Gregos copiaram as suas letras dos Fenícios, mas "Aleph" tornou-se "Alfa" e "Beth" tornou-se "Beta". Unindo as duas palavras em Português,dá;"Alfabeto". 

 
Depois de algum tempo, os Gregos fizeram as suas letras tomar um formato contrário. Os Romanos copiaram deles,a maior parte do seu Alfabeto. Depois que dominaram a Região chamada "Ibéria", tornou-se comum o uso do Alfabeto Latino. Quando os Visigodos a invadiram, por sua vez, introduziram novas letras, com as quais foram escritas trechos da Bíblia.
Apenas como Curiosidade,só apartir do Século XV  é que se começou a usar os "Caracteres Italicos" o chamado "Alfabeto Redondo", adotado definitivamente  apartir do Século XVII. Sabemos que o "Latim"  é a Língua Mãe de todas as línguas atuais, até mesmo daqueles que possuem grafias diferentes  do Português, pois foi com base nela que os Estudiosos criaram outros Alfabetos próprios, como por exemplo o Alfabeto Cirílico, usado na Rússia; criado por dois Estudiosos Russos, os irmãos São Cirilo e São Metódio (dois Missionários que trabalhavam para a conversão da Rússia Antiga ao Cristianismo, e pesquisadores de várias outras línguas, como o Grego).

Surpreendente,não?

sábado, 9 de junho de 2012

Venus Teve Outrora Continentes e um Oceano?

 

Venus pode ter sido mais parecido com a Terra,do que se pensava, com um Oceano e Continentes, segundo o primeiro mapa do Hemisfério Sul  elaborado com as cameras de infravermelho da Nave "Venus Express",que permitem ver através das densas nuvens que cobrem Venus.
A nave "Venus Express" foi lançada em 9 de Novembro de 2005 e levou 155 dias para chegar à sua órbita operacional.
Este mapa é o resultado de mais de mil imagens obtidas entre Maio de 2006 e Dezembro de 2007.
Antes, foram utilizados sistemas de radar para obter mapas de alta resolução da superfície de Venus, mas esta é a primeira vez que se obtém um mapa que indica qual poderia ser a composição química das rochas.
Estes novos dados são compatíveis com as suspeitas de que os dois planaltos montanhosos de Venus são antigos Continentes produzidos por uma actividade vulcânica, e que estiveram rodeados  por um Oceano.

"Não é uma prova, mas é compatível. Tudo o que podemos dizer, por enquanto, é que as rochas do planalto parecem diferentes das encontradas noutros lugares", afirma, o Cientista Alemão Nils Müller, que dirigiu os trabalhos cartográficos.

Na opinião do Cientista, a única maneira de ter certeza de que os dois planaltos de Venus são Continentes será enviar uma sonda a essas áreas.


Embora a água de Vênus tenha evaporado, ainda pode haver  alguma actividade vulcânica, afirma.

"Vênus é um Planeta grande, aquecido no seu interior por elementos radioativos . Deve ter a mesma actividade vulcânica que a Terra", afirma Müller.

O mapa é uma pequena ajuda para os Astronomos,para poderem entender o porquê e como Venus se tornou tão diferente da Terra,apesar de aparentemente ser similar á Terra...

A Descoberta de Um Canhão Português na Australia

   
Em Janeiro de 2010 um rapaz de 13 anos encontrou numa praia do norte da Austrália o que pode ser um canhão pedreiro como os que eram utilizados nos navios Portugueses do século XVI. Uma descoberta que pode ajudar a provar que os Portugueses estiveram na Austrália no mesmo período em que ocuparam Timor,o que levantará polémica já que tanto Holandeses como Ingleses,afirmam que foram eles que a descobriram...A peça está a ser analisada no Museu de Darwin.   
A Descoberta foi feita quando as marés estavam excepcionalmente baixas. Christopher Doukas, natural de Darwin, conseguiu andar pela costa até Dundee Beach, a uma distância de duas horas de carro, e foi aí que encontrou o canhão, que se pensa ter 500 anos. O pai ajudou-o a levar a arma para casa, onde descobriram que era feita de bronze.
Em Julho do ano passado, a mãe do rapaz, Barbara, contactou o museu de Darwin para dar conta da descoberta. Mas só agora, e depois de Barbara ter falado com o Ministério Público local, é que o museu pediu para investigar o canhão. 
Christopher descobriu na internet que um objecto similar foi vendido por 8000 libras (9 669 euros), por isso, confessou à agência noticiosa australiana AAP, que gostaria também de vender a sua Descoberta a um museu.
Portugal ocupou Timor, em 1515, mas a possibilidade dos nossos exploradores terem viajado no início do século XVI mais cerca de 700 quilómetros, até à costa norte da Austrália, ainda está á espera de se  provar. Embora alguns mapas Franceses desta época  a parte norte da Austrália, o que poderá ser uma evidência de que os Exploradores Lusos chegaram aí nesse período.

Video-A Vida Privada dos Poderosos Faraós

Egipcio Egipcio

sexta-feira, 1 de junho de 2012

O Fantasma de Lincoln


Diz-se que o espírito do décimo sexto presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln não descansa em paz. Ele ronda a Casa Branca de acordo com uma série de testemunhas ilustres.
O presidente Franklin Roosevelt e a sua esposa Eleanor, foram dos muitos politicos e influentes, que tiveram um encontro com o Fantasma.
Tal como uma das empregadas dos Roosevelt, a pobre Mary Evan,que com o susto,saiu gritando do chamado "Quarto Lincoln" quando viu a figura de um homem alto, sentado na cama colocando as botas.
Harry Truman, que sucedeu a Roosevelt, estava convencido de que a Casa Branca era assombrada. Em certa ocasião, ele acordou ao ouvir duas pancadas fortes na porta do seu quarto,mas quando abriu não viu ninguém,apesar de ter ouvido passos que se afastavam.
Truman disse não sentir qualquer medo, pois segundo disse,preocupava-se muito mais com os problemas causados pelos vivos.
O presidente Eisenhower disse que sentiu a presença de Lincoln,tal como Winston Churchill quando visitou a Casa Branca em 1941, a quem foi designado o "Quarto de Lincoln", mas a noite não foi muito calma, pois notou a presença do seu antigo ocupante. Na noite seguinte, teve de solicitar uma mudança de quarto.
A Rainha Guilhermina da Holanda que durante a Segunda Guerra Mundial foi convidada para passar alguns dias na Casa Branca, viu o fantasma. Ela dormia no quarto rosa e acordou com batidas na porta, quando a abriu, ela viu-o  com sobrecasaca e cartola, e desmaiou no mesmo momento.
Nos anos 80 a filha de Ronald Reagan, Maureen, dormia com o marido no "Quarto de Lincoln" quando acordou de repente e viu-o rondando o quarto.Além disso,o seu cachorro Rex latia furiosamente quando passava pela porta do Quarto de Lincoln,mas nunca se atreveu a entrar no aposento.
 Mas o Fantasma de Lincoln não foi só visto na Casa Branca...Também foi visto em Fort Monroe,Virginia,na casa em que ficou quando planejou o ataque a Norfolk,durante a Guerra Civil,mas também na sua própria casa em Springfield,Illinois,hoje em dia um Museu.
Na sua casa Museu tem aparecido às vezes acompanhado por uma criança, que as testemunhas identificaram como o seu filho Willie, que morreu aos 11 anos em 1862, e por quem tinha um carinho especial.

Os empregados do Museu  às vezes sentem que alguém lhes toca nos ombros para descobrir em seguida, quando olham para trás, que não há ninguém.
Os guardas também contam que a cadeira de balanço de Lincoln balança sozinha e que no seu Túmulo são ouvidos suspiros e passos.

Curiosidade Sobre o Mês de Janeiro

Para quem não sabe o  nome deste mês provêm de "Janus"(Jano), Deus Romano que foi dotado por Saturno com a graça de conhecer, o Passado e o Futuro, por isso é representado com 2 caras,uma para o Passado e outra para o Futuro,no entanto ás vezes era representado com 4 faces-as 4 Estações do Ano.Possuia ainda uma chave na mão direita,com a qual abria as portas do Templo em Roma,em sua Honra e que mantinha sempre fechado em tempo de Paz.Na mão esquerda tinha um bastão.
Era um Deus que presidia á Paz e á Guerra entre os Povos,além de abrir portas,passagens,começos e finais.
Eram feitas festas em honra deste Deus, em que os Romanos trocavam presentes e costumavam visitar os amigos e familiares no primeiro dia do Ano.
Dele derivam os nomes da Montanha de Jano e o Rio Jano, pois ele viveu na montanha.Ele foi o inventor das guirnaldas dos botes e dos navios e foi o primeiro a cunhar moedas de bronze; por isto que em várias cidades da Grecia,Italia e Sicilia, nas suas moedas, trazem num lado um rosto com duas faces e no outro um barco, uma guirlanda ou um navio.
Ele se casou com sua irmã Carmese , e teve um filho chamado Aethex e uma filha chamada Olistene. Desejando aumentar o seu poder, ele navegou até a Itália e instalou-se numa montanha próxima de Roma, chamada "Janiculum" por causa dele...