sábado, 28 de julho de 2012

Os Planetas Com Mais Hipotese de Poder Ter Vida...


A Lua de Saturno Titã e o Exoplaneta Gliese 581g estão entre os Planetas e Luas mais propensos à possivel existência de vida Extraterrestre, segundo um artigo científico publicado por Cientistas Americanos.
O estudo da Universidade de Washington criou uma Lista dos Planetas e Satélites segundo a sua semelhança com a Terra e de acordo com condições para abrigar outras formas de vida.
Segundo os resultados publicados na revista Académica "Astrobiology", a maior semelhança com a Terra foi demonstrada por Gliese 581g, um Exoplaneta – ou seja, localizado fora do nosso Sistema Solar – de cuja existência muitos Astrónomos ainda duvidam.

Índice de Similaridade (Terra = 1);

Gliese 581g – 0,89
Gliese 581d – 0,74
Gliese 581c – 0,70
Marte – 0,70
Mercúrio – 0,60
HD 69830d – 0,60
55 Cnc c – 0,56
Lua – 0,56
Gliese 581e – 0,53

Como verificamos,logo em seguida, veio Gliese 581d, que faz parte do mesmo sistema. O sistema Gliese 581 é formado por quatro – e possivelmente cinco – Planetas orbitando á volta de uma Estrela anã a mais de 20 anos-luz da Terra, na constelação de Libra.

Condições Favoráveis;

Um dos autores do estudo, Dirk Schulze-Makuch, explicou que a Lista foi elaborada com base em dois indicadores;

-O Índice de "Similaridade com a Terra" (ESI, na sigla em inglês) ordenou os Planetas e Luas de acordo com a sua similaridade com o nosso Planeta, levando em conta factores como o tamanho, a densidade e a distância da sua Estrela-Mãe.

-O Índice de "Habitabilidade Planetária" (PHI, sigla também em inglês) analisou factores como a existência de uma superfície rochosa ou congelada, ou de uma atmosfera ou um campo magnético.

Índice de Habitabilidade (Terra = 1);

Titã – 0,64
Marte – 0,59
Europa – 0,49
Gliese 581g – 0,45
Gliese 581d – 0,43
Gliese 581c – 0,41
Júpiter – 0,37
Saturno – 0,37
Vénus – 0,37
Enceladus – 0,35

Também foi avaliada a energia à disposição de organismos, seja através da luz de uma Estrela-Mãe ou de um processo chamado de aceleração de maré, no qual um Planeta ou Lua é aquecido internamente ao interagir gravitacionalmente com um Satélite.
Por fim, o PHI leva em consideração a química dos Planetas, como a presença ou ausência de elementos orgânicos, e se solventes líquidos estão disponíveis para reações químicas.
Como vemos a lua Titã, que orbita ao redor de Saturno, ficou em primeiro lugar, seguida de Marte e da Lua Europa, que orbita Júpiter.
Os cientistas acreditam que Europa contenha um oceano aquático Subterrâneo aquecido por aceleração de maré.
O estudo contribuirá para iniciativas que, nos últimos tempos, têm reforçado a busca por vida Extraterrestre.

Desde que foi lançado em órbita em 2009, o Telescópio Espacial Kepler, da Nasa, a Agência Espacial Americana, já encontrou mais de mil Planetas com potencial para abrigar formas de vida.
No futuro, os cientistas creem que os Telescópios sejam capazes de identificar os chamados "Bioindicadores" – indicadores da vida, como presença de clorofila, pigmento presente nas plantas – na luz emitida por Planetas distantes...

O Medalhão de Dom Dinis...

Ultimamente muitas grandes Descobertas se têm feito de objectos de origem portuguesa dos tempos das Grandes Descobertas e Navegações...
Neste caso,a Descoberta foi feita por uma dona de casa Malaia, da cidade de Klebang de um medalhão Português do século XIII,que criou burburinho,na altura,dos meios de comunicação;como é que uma peça  Religiosa de uma época muito anterior às primeiras Navegações Portuguesas na Ásia,teria chegado ao estômago de um tubarão na Malásia?
Pois é foi encontrado dentro do estômago de um tubarão que estava a ser preparado para o jantar,pela senhora!!!O tubarão trazia uma Surpresa de 10g.,tendo de um lado uma mulher coroada e do outro o desenho de um crucifixo com a palavra"Antonii".A mulher coroada poderá ser a Rainha Isabel, consorte do Rei D. Dinis.
A explicação da Descoberta,nas costas da Malasia,é bem simples;os Navegadores Portugueses  eram muito Religiosos,devemos lembrar-nos que o Cristianismo foi um dos motores da presença Lusa na Ásia...e como grandes admiradores da Arte e da Antiguidade ,alguém deve ter levado este medalhão  numa das varias Naus e Galeões das carreiras do Oriente, servindo como amuleto a um nobre ou  a um oficial desses navios.
Malaca foi durante o século XVI e XVII um dos Portos mais procurados do Oriente Português e a existência de vários Navios Naufragados,é bem sabido… Como por exemplo o Famoso “Flor de la Mar” de 400 toneladas, um dos maiores Tesouros Marítimos de sempre,resultante do saque de Malaca após a Conquista da Cidade por Afonso de Albuquerque.
A Cidade Malaia esteve sob domínio Português entre 1511 e 1641.
Como o habitual ,deixamos alguns Monumentos da nossa presença,como este Forte,mas infelizmente,a maioria nunca foi preservada e encontram-se neste estado de intensa ruina...

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Terão os Cientistas Encontrado a Prova da Existência do Yeti?

Pegadas de 45 cm,do Yeti(ou Homem das Neves) foram encontradas no sul da região de Kemerovo,nas montanhas de Shoria, na Sibéria. Um grupo de Cientistas dos Estados Unidos,Canada e de outros Países,aceitaram o convite do Governador de Kemerovo,para uma investigação profunda,em busca do yeti,nas montanhas.
As evidências que encontraram levam-nos a estar convictos 95% da sua Existência!!!
Além de pegadas  e de pêlos ondulados cinzentos e mais escuros,na parte inferior,encontraram mais coisas;

"Eles encontraram as suas pegadas,a sua suposta cama e diversas marcas com que o Yeti,marca o seu territorio",disse o porta-voz."Os objectos serão analizados num Laboratorio especial."-continuou.

Antes da Investigação houve imensas pessoas que viram as criaturas Enigmáticas,e a Gruta "Azasskaia" e o monte "Karatag",eram 2 dos locais onde eram frequentemente ligados.
Em Shoria, as pegadas são encontradas periodicamente, tendo o Yeti passado à categoria de Turístico Regional.Desde o ano passado,promove-se aí uma festa  que assinala o início da temporada de esqui. As lembranças com imagens do Yeti estão à venda nas lojas e nos centros comerciais.
Group of International Scientists 95 Percent Sure Evidence Supports Yeti in Russia

A análise veio confirmar que o Yeti de Kuzbass Siberiano não é uma Criatura Mítica, sendo a sua pelagem idêntica à dos Homens de Neve descobertos há dezenas de anos na Califórnia, na região de Leningrado e nos Urais, refere Valentin Sapunov, da Academia das Ciências de Nova Iorque, participante da expedição.

"A semelhança é mais do que evidente. Claro que naqueles sítios pode ter havido alguma confusão nas buscas e conclusões. Mas não se confundir coisas quando se trabalha na mesma área de investigações e quando os resultados das pesquisas demonstram os resultados idênticos."

As provas realizadas até hoje aparentam a semelhança morfológica entre os pêlos, o que leva a pensar que os Yetis de várias zonas são indivíduos da mesma espécie.
Os cientistas do Instituto Zoológico procuram efectuá-la com base na pelagem do Yeti Siberiano. Como se sabe, foram mal sucedidas as tentativas anteriores de fazer tal análise no caso dos Homens de Neve detectados na região de São Petersburgo e nos montes Urais.
O ilustre professor catedrático Brian Sax, da Universidade de Oxford, insiste em que seja levada a cabo uma pesquisa objectiva sobre o assunto.
Utilizando tecnologias avançadas, pretende tirar conclusões com base em determinados factos e materiais disponíveis. Na fase inicial, Sax quer experimentar com os presumíveis restos mortais do Yeti que se encontram no Museu Zoológico de Lausana.

O Estranho Objecto no Mar Baltico

“Objeto” se parece com nave de “Star wars” 

Uma imagem foi captada pelo Sonar de mergulhadores no Mar
Báltico, a Norte da Europa,vindo desde então,despertando a Curiosidade de Pesquisadores e de Todas as pessoas que se Interessam por estes Enigmas. Tem um formato de cogumelo e 18 metros de diâmetro, o objecto é muito parecido com a nave "Millenium Falcom", da “Guerra nas Estrelas”de Lucas e está envolto em perguntas ...sem respostas.
O suposto OVNI, como foi chamado pelo Jornal Britânico "Daily Mail", está enterrado no leito do mar a uma profundidade de 3 a 4 metros, no final de uma trajetória desenhada no chão de quase 300 metros, que poderia sugerir que ele chocou contra o chão e arrastou-se até parar.
Sobre ele, uma estranha formação rochosa deixou esta história ainda mais curiosa. Pedras que pareciam formadas por fogo rodeiam o local onde o objecto está enterrado, cobertas por algo que os mergulhadores acharam muito semelhante a fuligem. “Como não há actividade vulcânica registrada no Mar Báltico, a descoberta fica ainda mais estranha”, disse Peter Lindberg, da equipe que encontrou o objecto.

 Formação rochosa chama a atenção

Apesar das especulações, os mergulhadores admitem que não são capazes de afirmar se a imagem captada pelo Sonar se trata de um objecto ou de um Fenómeno natural.

 “Nós o vimos no nosso Sonar quando estávamos procurando destroços da Primeira Guerra Mundial”, disse Lindberg para a "Fox News".

Local fica entre a Suécia e a Finlândia, no norte da Europa 
Será mesmo um Ovni ou um Fenómeno Natural?Se for um Ovni...há quanto tempo estará ali enterrado?

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Será Que o Homem Foi á Lua...Ou Não?

Já muito se tem falado e escrito sobre a ida,ou não,do Homem á Lua...
Ainda me lembro quando pequena da Sensação que isso causou,com a emissão directa na Tv...!!!
Foi em 20 de Julho de 1969,quando Neil Armstrong,Dr.Edwin"Buzz"Aldrin e Michael Colins,viajaram na Apollo 11,sobre o módulo de Comando Eagle,com o intuito de serem os primeiros Homens a chegar á Lua.A viagem culminou com as 2 horas de passeio de Armstrong e Aldrin na Lua.Deixando para a Eternidade a pegada e a bandeira Americana.

Mas apesar de terem sido observados por milhares de pessoas em todo  Mundo,muitos não acreditam que tal aconteceu e o facto de que,outros Astronautas voltaram lá outras cinco vezes e ninguém nunca mais tocou o solo Lunar desde 1972 abriu margem para inumeras dúvidas.
Assim...O homem terá ido mesmo à Lua ou tudo não passou de uma encenação bem montada ?

Mas,para o Astronomo Brasileiro Rogério de Freitas Mourão, um dos mais respeitados cientistas,tudo está claro; há 40 anos Neil Armstrong e Edwin ‘Buzz’ Aldrin pisaram,mesmo,a Lua!!!

Para o Cientista,uma das principais provas de que os Americanos chegaram à Lua é  que  os Soviéticos, nunca duvidaram disso.
Nesta Altura, a antiga URSS tinha uma tecnologia avançada, um programa espacial de ponta e plenas condições de verificar se os sinais de rádio da Apollo 11 vinham da Lua ou não.Assim,se tudo fosse forjado,eles iriam declarar o logro instantaneamente,nunca ficariam calados!!!
Conta o Astronomo que os Soviéticos tiveram outras comprovações da missão;

“Nos mesmos dias da Apollo 11, a União Soviética lançou a Luna 15”-afirma.

A Luna 15 foi uma sonda robótica importante. Tentando desmerecer o feito Americano, os Soviéticos queriam que ela poisasse na Lua, recolhesse amostras e voltasse, mostrando que aquela história de levar gente para fora da nossa órbita era perda de tempo e dinheiro...mas não deu certo e a Luna 15 caiu e partiu-se numa montanha Lunar um dia depois da chegada dos Americanos.
A sonda serviu,no entanto,como prova para os Soviéticos de que os Americanos estavam mesmo ali e pela primeira vez na História,Americanos e Russos cooperaram no Espaço.
Para evitar uma tragédia Espacial, com a sonda Soviética colidindo com a nave Americana, as duas agências trocaram dados sobre os seus planos de voo.Portanto, a URSS não só ouviu as transmissões da rádio vindas da Lua, mas também acompanhou o voo da Apollo 11.
Esta é a prova mais importante da chegada do Homem á Lua!!
Mas,isto não impediu a propagação de teorias que afirmam que tudo não passou de uma filmagem feita num estúdio Hollywoodesco...
Após o Sucesso,a Nasa acabou com o projecto Apollo e passou a dedicar as suas energias e verbas para as Estações e os voos Espaciais,assim, ela deu margem para a duvidas se fortalecerem...Mas não é certo,meus amigos,que o que conhecemos deixa de ter interesse e passamos para outra Etapa?Para mim,foi isso que aconteceu...O Homem é um ser na busca Incansável do Conhecimento!!!

 Passamos á outra dúvida seguinte...A Bandeira que abana...
"A bandeira está abanando e na Lua isso é impossível!!!”. Claro que é impossivel,devido á falta de gravidade...mas se prestarmos bem atenção verificamos que ela não abana,mas está amarrotada,por ter estado arrumada algures no apertadíssimo modulo onde os Astronautas íam.E além de amarrotada e la mantêm-se erecta sempre,porque tem uma haste superior que a mantêm assim,esclarece Mourão.

“Essa é a única maneira de ela não ficar para baixo, que é o que seria esperado na Lua, onde não há vento e a gravidade é um sexto da terrestre”, explica ele.

Outra das dúvidas;

 “Se Armstrong foi o primeiro Homem na Lua, quem é que tirou a foto dele descendo?”. Resposta; Ninguém!!
Porque se Armstrong foi o primeiro a pisar a Lua...obviamente não haveria foto...só se as pedras podessem tirar fotos?!

“É o Aldrin”, explica Mourão.
 Buzz Aldrin, o piloto do módulo, foi o segundo Homem na Lua e enquanto ele descia Armstrong fotografava-o.Mas,por curiosidade,a maioria das fotos “Clássicas” da Lua,foram tiradas por Aldrin e não por Armstrong,como muitos acreditam....
Uma das muitas missões de  Aldrin na Lua era fazer uma pegada  e tirar uma foto para que os Cientistas na Terra pudessem estudar o solo Lunar.
A foto é um Clássico e é conhecida no Mundo inteiro. Além dela, diversas imagens mostram as pegadas dos dois Astronautas na Lua.
Não se sabe onde começou, mas muitas pessoas passaram a afirmar  que;

 “Se não tem humidade, não deveria existir pegadas”.Errado!!!Não precisamos de humidade para deixarmos pegadas,como todo o bom observador verifica...até no deserto podemos deixar pegadas!!!

“É um pó muito, muito fino, semelhante ao cimento, à cinza vulcânica ou ao pó compacto que as mulheres usam em maquiagens. Quando você pisa em algo assim, fica uma marca profunda. É por isso que as pegadas se formaram”, afirma o Astronomo.

Outra das dúvidas é sobre a roupa dos Astronautas...Eles usaram aqueles fatos devido á inexistencia de atmosfera,por isso as temperaturas ali variam imenso. Durante o dia, a média é de 100°C- e durante a noite de 150°C-.
Humanos,obviamente,não sobreviveriam ali,assim os especialistas  que planejaram a Missão escolheram um lugar mais ameno para pousar o módulo Lunar.

“O local escolhido para o pouso era exactamente no meio da penumbra, onde ainda não era nem dia nem noite completamente, para proteger os Astronautas”, explica  Mourão.
A rotação da Lua dura cerca de 27 dias,era tempo suficiente para Armstrong e Aldrin ficarem protegidos ali.
 Outra das duvidas é sobre as sombras...muita gente não entende por que é que há sombras diferentes nas fotos da Lua se o Sol é a única fonte de luz. Mas o Sol não é a única fonte de luz,neste caso.

“Há também a Terra e a luz emitida pela própria câmera do Astronauta”, explica Mourão. "Na Lua, a Terra ilumina a área tanto quanto a Lua ilumina a Terra numa noite de Lua cheia".

Outra pergunta frequente;Como é que os astronautas fizeram tantas fotos na Lua e não registraram nenhuma estrela?
Claro,que eles viram muitas,mas não conseguiram fotografá-las,graças ao limite das câmeras em 1969. Para conseguir captar as estrelas, os Astronautas teriam que ter deixado uma “exposição” alta na câmera, e com o brilho do Sol ali do lado se fizessem isso não teriam conseguido registrar mais nada na superfície.

As missões Apollo deixaram um monte de coisas na Lua. Desde o módulo de descida da Apollo 10, que ficou lá , até ao jipe Lunar da Apollo 17, passando por Satélites, aparelhos diversos e muitos estágios de foguetes.
A mais importante delas é a única que está em operação até hoje; um conjunto de cubos reflectores que funcionam como espelhos Lunares.

“Esses cubos são usados para medir a distância da Terra à Lua, que varia.
Diversos observatórios, dentro e fora dos Estados Unidos, já usaram esses reflectores em Pesquisas. Se o homem não tivesse ido à Lua, isso seria impossível”, afirma o Astronomo.

Não é possível ver esses objectos da Terra por que eles são muito pequenos em comparação com a Lua e a distância é muito grande.
Além das coisas que os Astronautas deixaram na Lua, há as coisas que eles trouxeram. As rochas Lunares foram analisadas por Cientistas do Mundo inteiro  e sua autenticidade foi comprovada.

“Não dá para falsificar isso.Rochas Lunares têm características muito especiais, não vistas na Terra, por que elas são atingidas por Micrometeoritos”, conta Mourão.

Então, cabe a pergunta;se o Homem foi à Lua, por que não voltou?Resposta; política.
Depois que os Estados Unidos chegaram à Lua, os Soviéticos desitiram do seu programa e mantiveram apenas as sondas Luna.

“A URSS preferiu gastar seu tempo e dinheiro com a estação espacial Mir”, conta Mourão "– e nessa eles derrotaram os Americanos, que jamais conseguiram colocar a sua "Freedom" em órbita e acabaram adaptando o projecto para virar a Estação Espacial Internacional."

A Nasa, por sua vez, viveu uma crise financeira numa época que o governo Americano acreditava que o povo não se interessava pelo programa espacial.
Assim,preferiu concentrar os seus esforços nos voos espaciais, com a esperança de tornar as missões mais rotineiras.
Agora,tudo parece que vai mudar,os Americanos estão investindo em novas naves; as "Orion",que parecem muito com as "Apollo" .
A principal missão da nova nave; levar o Homem de volta à Lua. Mas agora a corrida Espacial ganhou mais competidores; China, Índia e Japão..

A Biblioteca de Alexandria...

A localização da Antiga Biblioteca de Alexandria, desaparecida há quase 16 séculos, foi descoberta por uma equipa de Arqueologos Egipcios e Polacos!!!
Os arqueólogos encontraram 13 salas de conferências com capacidade para albergar 5.000 estudantes,segundo o comunicado emitido pelo secretário-geral do Conselho Superior das Antiguidades,nosso conhecido; Zahi Hawwas.
Essas salas encontram-se perto de um teatro descoberto anteriormente e que,também. poderá ter pertencido à Biblioteca de Alexandria.
Alexandria foi a grande capital do Egipto Helenístico, era a Metrópole Cultural e a biblioteca de Alexandria era um marco fundamental, decisivo, na construção de uma identidade cultural, era um Mundo de Conhecimento.
A prová-lo o facto dos Filósofos Arquimedes e Euclides terem trabalhado neste local, que terá sido incendiado durante uma insurreição contra César em 48 AC, sob o Reinado de Cleópatra VIII (51-30).
Os Historiadores pensam que António e Cleópatra transferiram depois a Biblioteca para o "Serapeum", mas este foi também incendiado em 390 por cristãos.
Só em 2002 foi inaugurada uma nova Biblioteca, relativamente perto da Biblioteca Antiga.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Finalmente Desvendado o Enigma de Palmira?


A Cidade de Palmira foi parte da Província Romana da Síria durante o Imperio de Tibério (14 d.C - 37 d.C.). Continuou a desenvolver-se e a ganhar importância até que se tornou numa Cidade livre, sob o Império de Adriano, em 129.
Neste Tempo,a Cidade de Palmira era o ponto mais importante da rota do comércio que ligava o Leste e o Oeste, situando-se  a meio da distância que vai do Mar Mediterrâneo até ao rio Eufrates. Esse motivo tornou-a num ponto de paragem obrigatório para muitas das Caravanas que seguiam a rota comercial, chegando a atingir uma população de 100 000 habitantes.
Mas a  a sua história sempre esteve envolta em Mistério e algumas perguntas ficavam no ar;

O que estava uma Cidade deste tamanho a fazer no meio do Deserto? Como podia tanta gente viver num lugar tão inóspito há cerca de 2 000 anos? De onde vinha o alimento para toda aquela gente? E porque passava uma importante rota comercial pelo coração do Deserto?

Investigadores Noruegueses junto com os seus colegas Arqueólogos Sírios ,durante quatro anos trabalharam para dar respostas a estas questões.

 "Os nossos resultados  vieram enriquecer o conhecimento da História da Cidade antiga de Palmira",-refere Jørgen Christian Meyer, Professor da Universidade de Bergen.

O projecto recebeu um financiamento superior a 9 milhões de coroas Norueguesas do Conselho de Investigação da Noruega, uma entidade que financia projevtos independentes de investigação arqueológica.
Os Arqueólogos liderados por Bergen abordaram o problema a partir de um novo ângulo. Em vez de examinarem a própria Cidade, estudaram o Território situado a Norte. Juntamente com os seus colegas Sírios do Museu de Palmira e auxiliados por fotos de Satélite, realizaram a catalogação de um grande número de antigos vestígios ainda presentes e visíveis na superfície da Terra.

 "Dessa forma,fomos capazes de formar uma imagem mais abrangente do que ocorreu dentro de um território maior onde se situava a antiga urbe."-explica o profesor Meyer.

A equipa detectou um grande número de assentamentos Romanos,mas o que contribuiu de forma inequívoca para resolver o Enigma de  foi a Descoberta dos reservatórios de água que estas Aldeias tinham utilizado.
Meyer e os seus colegas logo se aperceberam que o que eles estavam a estudar não era um Deserto, mas sim uma estepe árida, com cisternas de acumulação de água Subterrâneas que aproveitavam a chuva e a guardavam debaixo do solo.
A água da chuva era acumulada em riachos e rios a que os Arabes chamavam “Wadi”. Os Arqueólogos recolheram evidências de que os moradores de Palmira  e das Aldeias vizinhas faziam uma rigorosa gestão da água da chuva a partir do uso de barragens e cisternas.
Isto permitiu que as aldeias estruturassem toda a sua economia em torno da água,  que permitia o regadio dos produtos Agrícolas que abasteciam a grande Cidade.
Também,por outro lado a localização de Palmira, com o rio Eufrates a correr a Norte, contribuiu para gerar um espaço crucial nas rotas do Comércio que existiam na altura.

"Os Comerciantes encontraram na Cidade o local ideal para construir uma rede global de comércio seguro.Isso explica a sua grande prosperidade na época", sublinha o Investigador.

Expulsa de Casa Por Fantasmas

Fala-se muito de Fantasmas do Passado,mas existem uns mais modernos,pouco conhecidos...Recentemente li algo sobre esta Senhora que foi expulsa do seu Lar,por Fantasmas bem incómodos;

Vanessa Mitchell viveu 3 anos  com Fantasmas em casa, na cidade de St. Osyth, Inglaterra. Até que não aguentou mais e deixou a casa, da qual ela é a proprietária, acabando por a transformar num Museu do Paranormal.
A Britânica de 37 anos afirma que os Espíritos batiam-lhe nas costas, puxavam-lhe o cabelo e tentavam empurrar as visitas da escada. Também,frequentemente, as torneiras abriam-se sozinhas, as maçanetas das portas moviam-se e os objectos saíam do lugar sem qualquer interferência humana.
Vanessa disse que aguentou o tempo que pôde. A gota d’água foi depois que ela foi mãe. Um dia, a Britânica chegou ao quarto do filho e encontrou-se de frente, com um Fantasma, parado ao lado do berço da criança de quatro meses.

"Eu pensei que, como mãe solteira, não poderia viver daquele jeito" - disse ela.
Mesmo decidida a deixar a casa de dois quartos, Vanessa ainda teria que pagar a hipoteca do imóvel, de R$ 465 mil. Assim para a ajudar a pagar as despesas, ela decidiu abrir o lugar para visitas de interessados em conhecer os Fantasmas de perto.
Segundo o Jornal “The Sun”, a casa de Vanessa foi uma antiga prisão de Bruxas. De acordo com o especialista Chris Palmer, a construção tem 500 anos.

"Tem uma das piores atmosferas que já vi na vida !"afirmou ele.

A Antartida de Novo Em Risco...Por "Ação" do Homem!!!

 

Todos nós sabemos que por desejar ou não,o nosso Meio Ambiente,está sempre em risco,através da mão do homem...E agora nova noticia,preocupante;

Cientistas e outros especialistas,estão a constactar que as regiões periféricas da Antártida estão sendo invadidas por plantas e animais que não são originários do Continente!!!
Eles analisaram as roupas e botas dos turistas e cientistas que visitaram o Continente e verificaram que a maioria continha sementes de plantas que eram trazidas provavelmente dos locais de embarque fora da Antártida.
O resultado,será a paisagem local,poder acabar coberta por ervas daninhas, ratos, pardais e relva.

"No passado, as pessoas eram cépticas, dizendo que a região estava coberta por gelo e portanto era pouco provável que plantas se estabelecessem", disse o líder do estudo, Steven Chown, da Stellenbosch University, na África do Sul.

"Elas se esqueciam de que provavelmente menos de 1%, mas ainda uma área significativa, não tinha gelo", disse Chown.-"Uma parte (da área sem gelo) está na região da península, que está se aquecendo muito rapidamente".
A temperatura média na Península Antártica ,subiu 3º C em meio século, muito mais rápido do que a média global... a camada de gelo está diminuindo.
Muitas ilhas na região sub-Antártica sofreram mudanças ecológicas significativas devido a invasões por espécies que chegaram por acidente ou de forma deliberada.
 
A equipe liderada por Chown acredita que a Península Antártica e algumas outras regiões costeiras do Continente poderão sofrer mudanças similares nas próximas décadas.

"A Antártida tem uma Ecologia nativa, uma Ecologia microbiana muito bem estabelecida. E na Península há duas espécies de plantas nativas", disse Chown à BBC.-"Essa ecologia nativa será alterada pelas espécies que se mudarem para lá".

O ambiente marinho também está mudando, com caranguejos gigantes estabelecendo-se em águas que antes eram frias demais para eles.

A "Poaannua" é a espécia de relva externa mais disseminada no Continente Antártico.
Entre 2007 e 2008,  a equipa retirou amostras das roupas de turistas, funcionários de companhias de turismo, Cientistas e equipes de apoio.
Em média, cada visitante trazia 9,5 sementes para o Continente, embora os Cientistas trouxessem bem mais.Vinham agarradas ás botas,roupas e sacolas, disse Kevin Hughes, da British Antarctic Survey (BAS).
Com base nesses dados, é possível estimar que cerca de 70 mil sementes chegam à Antártida por ano.
Os pesquisadores descobriram que embora muitas das sementes viessem da América do Sul, grande parte delas tinha vindo também do Hemisfério Norte.
Cerca de 50% tinham sua origem em regiões frias, portanto, provavelmente seriam viáveis nas regiões mais quentes da Antártida.
A Ilha Decepção, 100 km ao noroeste da Península, já foi colonizada por duas espécies de relva,como a "Poa annua"e duas espécies de animais minúsculos que vivem nas camadas externas do solo e em restos de folhas.
Pesquisador com amostras (Foto: cortesia de Steven L. Chown)
"Não importa o que façamos, nossos esforços vão apenas reduzir os índices de introdução de espécies, nunca vamos conseguir evitar isso totalmente".
Não existe uma obrigação legal prevista no Tratado Antártico para que espécies alienígenas introduzidas acidentalmente sejam erradicadas.
Mas Steven Chown e sua equipe acham que existe uma obrigação moral de que isso seja feito, e de que a entrada de novas espécies seja bloqueada, tanto quanto possível.
Um factor complicador para a Península Antártica e suas ilhas é que algumas sementes são trazidas no vento que sopra da América do Sul.
Chown argumenta que ainda assim existe uma interferência humana nesse processo, já que as plantas conseguem se estabelecer apenas sob condições climáticas criadas, em grande parte, pelos gases do efeito estufa produzidos pelo homem.
Se nada for feito, ele diz, pequenas porções ainda imaculadas do Continente podem, dentro de cem anos, ficar muito parecidas com ilhas sub-Antárticas como a Geórgia do Sul, onde plantas alienígenas e animais, particularmente ratos, mudaram dramaticamente a ecologia local.

"A Geórgia do Sul é um grande alerta do que pode acontecer na área nos próximos séculos", disse Chown.