quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

O Homem de Piltdown,Fraude da Evolução Humana...

 
Equipe de pesquisadores do Museu de História Natural de Londres usam tecnologia avançada para descobrir quem forjou um dos fósseis mais famosos da ciência.
 
Infelizmente,Isto acontece muito,prejudicando imenso na nossa Busca pela verdade da nossa Historia...existem "Descobridores",que querem á força serem Famosose conseguir através disso dinheiro...É o caso do "Homem de Piltdown".
 
Em 1912, o Paleontólogo Britânico Arthur Smith Woodward, do Museu de História Natural em Londres, e o Colecionador de Antiguidades Charles Dawson anunciaram a Descoberta de um novo fóssil de Hominídeo revolucionava  a Historia da Evolução Humana.
Anos mais tarde,descobriu-se que o  "Homem de Piltsdown", era falso e a fraude permanece, ainda hoje, com questões por explicar...
Pesquisadores do Museu de História Natural de Londres voltaram a analisar as ossadas,agora, com a ajuda de tecnologia avançada, para tentarem Desvendar a farsa. 
O fóssil,foi encontrado em escavações feitas em Piltdown,Reino Unido, foi chamado de "Eoanthropus Dawsoni" .A mandíbula era similar a de um primata, com dois molares, e um crânio parecido com o de um Humano.
A "Descoberta" teve fortes consequências na Ciência da época e, inclusive, prejudicou,cmo era de esperar, a difusão de outras Descobertas importantes sobre a evolução humana, como a do "Australopithecus Africanus ", nos anos 1920.

“O Australopithecus africanus foi a primeira Descoberta de um verdadeira espécie Humanoide que viveu na África. Porém, ela mostrava exactamente o contrário de Piltdown, ou seja, um cérebro do tamanho do de um primata com mandíbula e dentes parecidos com os de Humanos” iG, explicou ao  Chris Stringer, chefe do departamento de origens Humanas do Museu de História Natural em Londres.

Stringer afirma que importantes Cientistas da época, como Arthur Keith e Elliot Smith preferiram acreditar que Piltdown demostrava os caminhos reais da Evolução Humana.
É incrivel como Estudiosos de renome se deixam enganar assim,sem tirar as "Provas dos Nove",como se costuma dizer...ou seja,sem estudarem profundamente o artefacto e não olharem apenas e dizerem,"sim,sim,é de facto uma Descoberta Sensacional...".É por isso,que na nossa Historia Mundial,continuam a suceder erros,após erros de entendimento e o mais grave,é que nas nossa Escolas ensinam esses erros enormes,como verdadeiros...como por exemplo;quem de facto Descobriu a America?!

Continuando  Artigo...Mas em 1920 e 1930, "o Homem de Piltdown" passou a ser posto de lado conforme outros fósseis de Hominídeos eram Descobertos em outras partes do mundo como África, China e Indonésia.
Embora a Descoberta, caísse por terra,só em 1953, quando os Cientistas do Museu e da Universidade de Oxford revelaram que o “Homem de Piltdown” era uma falsificação.
Kenneth Oakley, um Arqueólogo do Museu, realizou testes químicos no “fóssil” que afirmaram que a mandíbula não podia ter mais de 50 mil anos. 
De acordo com o estudo de Oakley, a mandíbula e o canino provavelmente eram de um orangotango e foram manipuladas e colocadas junto ao crânio de um Humano moderno.

“Não era fácil descobrir a Fraude em 1912, porém certas coisas como vestígios de metal num dos dentes poderiam ter sido observados caso eles tivessem analisado o ‘fóssil’ da maneira correcta. Só que ninguém fez isto até 1953”, disse Stringer.
Pois é...

Agora uma equipe de 15 Pesquisadores do Museu, liderada por Stringer, está reexaminando os vestígios do Eoanthropus dawsoni a partir de técnicas modernas como datação de carbono e informações do DNA para clarificar a Fraude. Não se sabe, por exemplo, quem teria montado o fóssil...

“Este era o problema em 1912, vários Cientistas estavam predispostos a acreditar em Piltdown principalmente por dois motivos;Primeiro por ser uma Descoberta Britânica e os Cientistas queriam descobrir que eram os indivíduos que faziam ferramentas de pedra na Grã-Bretanha Antiga. Além disso, Piltdown mostrava que o cérebro era grande já no início da Evolução Humana, o que muitos Cientistas da época queriam acreditar”,disse ele.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Vandâlos Hunos e Visigodos..

 
A Fome desvastava as Estepes da Asia.As Cheias tinham obrigado as Tribos Nomadas a deslocar-se para Ocidente em busca de novas Pastagens e estas Deslocações acabaram por fazê-las atravessar as Fronteiras do Imperio Romano.Ao entrar em contacto com a Civilização,os Barbaros resolveram aproveitá-la.Quando concluiram a Conquista do Imperio Romano já este,estava em Ruinas.
Os Hunos,os Visigodos e os Vândalos foram apenas 3 das muitas Tribos que entre os Sèc.III e Vinvadiram a Europa.Os Romanos Chamavam-nos de “Barbaros”(Gente Selvagem),por serem diferentes deles,ou seja; sem Instrução,Organização,Religião etc,etc...
 
Os Salteadores Errantes
A difusão dos Barbaros na Europa começou pelos Hunos,Oriundos da Asia Central.
Os Hunos eram uma Tribo que Originalmente vivia nas verdejantes Planicies a Norte da India e da China.Eram Nomadas,mudando de poiso com os Rebanhos de Ovelhas e de Cabras,quando estes já tinham comido a Pastagem toda ou quando outras Tribos Rivais os atacavam.
Por volta do Ano 200,os Hunos tinham começado a Assaltar as Plantações e Aldeias Setentrionais da China,e em 220 ocuparam toda a Região e ao longo dos 2 Séc. Seguintes espalharam-se pela Asia Meridional e avançaram até á Europa chegando,por alturas do Ano 400,ao Rio Danubio,na Actual Hungria.Ora o Vale do Danubio estava já ocupado por outra Tribo Barbara,a dos Visigodos...deste modo,as movimentações de Tribos Barbaras na Europa,começaram a intensificar-se.Quando os Hunos se apoderaram das Terras dos Visigodos,estes lançaram-se sobre outro Grupo que vivia mais a Oeste,os Vândalos.Em seguida,tanto os Visigodos como os Vândalos,se viraram para o Prospero Estado Romano.
Trevas Sobre a Europa
Todas as Tribos Barbaras eram de uma extrema Rudeza e  a Legalidade não tinha para elas,nenhum Significado.O Sentido da Ordem do Romanos foi Substituido pelo Caos e pela Ausencia de Leis.Assim se iniciou um Periodo da Historia que ficou conhecido como a “Idade das Trevas”.
Á Medida que avançavam para Oeste,os Barbaros iam-se tornando menos errantes e adoptando os modos de Vida das Civilizações que Subjugavam.Se bem que lhes continuasse a correr no Sangue o Espirito da Guerra e da Conquista,começaram a Cultivar a Terra de um modo mais Sedentario e Desenvolveram Aptidões Artisticas,em especial no Trabalho dos Metais.Ao mesmo tempo esboçaram os principios de uma nova forma de Organização Social,baseada em Comunidades Governadas por Chefes ou Caudilhos Locais.Com o andar do Tempo,esses Chefes passaram a ser tidos como Reis.
 
Os Devastadores á Solta
Alarico I foi escolhido para ser Rei dos Visigodos em 395,com 25 Anos de Idade.Nessa altura,já o Imperio Romano se dividira em 2,ficando a Capital da Parte Oriental em Constantinopla.
Alarico I servira no Exercito do Imperio Oriental e aí aprendera as Artes da Guerra.Ao tornar-se Rei,deu inicio á Criação do Imperio Visigotico.Começou por Invadir a Grecia mas foi repelido.
Depois em 401,Invadiu a Italia.O seu objectivo não era Destruir o Imperio Romano,mas sim,Compartilhar da sua Prosperidade.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Proverbios e Frases do Indio Americano...

Foto

Stobi,Centro Romano na Macedonia...


Stobi was an ancient town of Paeonia, later conquered by Macedon, and later turned into the capital of the Roman province of Macedonia Salutaris[1] (now in the Republic of Macedonia). It is located on the main road that leads from the Danube to the Aegean Sea and is considered by many to be the most famous archaeological site in the Republic of Macedonia. Stobi was built where the Erigón river  joins the Axiós river , making it important strategically as a center for both trade and warfare.-
Stobi (agora Gradsko) foi uma antiga cidade de Paeonia, mais tarde Conquistada pelos Macedonios, e mais tarde,transformou-se na Capital da Província Romana da Macedonia Salutaris,agora na República da Macedónia.Está localizado na estrada principal que conduz do Danúbio ao Mar Egeu e é considerado por muitos como o mais Famoso sítio Arqueológico, na República da Macedónia. Stobi foi construída no local onde o rio Erigón se junta ao rio Axios, tornando-se importante estrategicamente como um centro de Comércio e de Guerra.
 
Periodo Prè-Romano;

A cidade cobria uma área de cerca de 25.000 m2 . A sua proximidade com a junção do Erigón com o Axios, bem como a sua posição no fértil vale central de Vardar permitiu desenvolver rapidamente uma economia florescente e estabelecer o comércio.O Monte Klepa,perto dela, era uma lucrativa fonte de mármore.  
Acredita-se que em 217 aC, Filipe V anexou Paeonia durante a sua campanha contra os Dardanos que tinham entrado a maior cidade dos Paionianos, Bylazora. Desde esse momento Paionia e Stobi são considerados parte da Macedónia.
 

No Tempo Romano;

 Em 168 aC, os Romanos derrotaram Perseu e a Macedónia foi dividida em quatro Repúblicas nominalmente Independentes. A Cidade foi mencionada pela primeira vez em 197 aC por Lívio. 
Em 148 aC, as quatro áreas da Macedônia foram reunidos numa Província Romana Unificada. No Reinado de Augusto, a Cidade cresceu em tamanho e em população. A cidade cresceu em 69 aC, uma vez que se tornou um "Municipium" e moedas, com "Stobensium Municipium" impresso nelas, foram distribuídas.  
Durante a Epoca Romana Stobi era a Capital da Província Romana "Macedónia Salutaris".  
O Imperador Teodósio I ficou certa vez hospedado em Stobi,em 388.  
No final do século 5 a Cidade sofreu uma volta terrível de eventos. Em 479, ele foi saqueada por Teodorico, um Rei strogodo. Os Cidadãos reconstruíram a Cidade, mas em 518 foi atingida por um forte terremoto.As invasões Avaro-Eslavas,no século 6 arruinou a economia da cidade e as infra-estruturas.
 
A Religião em Stobi;

 Uma antiga sinagoga foi Descoberta, datada do quarto ou terceiro século aC, atestando a presença judaica na Cidade.  
O Grand Palace perto da parede oriental da cidade foi construído durante o Período Romano e contém belos Frescos. O Templo de Nemesis no Teatro, e artigos Religiosos relacionados com a Hygeia e Telesphorus, Locheia Artemis, Apollo Clarious, Júpiter, Dionísio e Hera eram comuns durante este tempo. 
No início do período Cristão Stobi foi uma Sede Episcopal desde 325, quando o Bispo Budius participou no Concílio de Nicéia.  
Stobi é uma de um pequeno número de Cidades do Período Antigo do início do Cristianismo que manteve um elevado número de mosaicos. Do 4 º ao 5 º século, várias grandes Igrejas foram construídas e eram conhecidas pela sua Decoração interior de Mosaicos e Frescos. Mosaicos Decorativos também podem ser encontrados em edifícios de luxo privado da Antiguidade tardia, como as Vilas de Teodósio, Policharmosius e Peristerius.
Novas Pesquisa Arqueológica têm mostrado que todas as Basílicas Cristãs na Cidade, até agora Descobertas, foram construídas sobre edifícios Antigos.