sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Paisagem de 340 Milhões de Pixels....




A segunda das três imagens do projecto GigaGalaxy Zoom do ESO é uma nova e magnífica imagem de 340 milhões de pixeis das regiões centrais da nossa casa Galáctica, que nos mostra como é que os Astronomos amadores em todo o Mundo observam. Esta fotografia foi tirada por Stéphane Guisard, engenheiro do ESO e Astrofotógrafo reconhecido Mundialmente, a partir do Cerro Paranal, lugar de acolhimento do Very Large Telescope do ESO, que é um dos melhores locais de observação em todo o Planeta, em termos de qualidade  do Céu.

A imagem mostra a região do Céu que vai desde a Constelação do Sagitário até à do Escorpião. Aparecem de forma proeminente no Céu, as regiões coloridas de Rho Ophiuchi e de Antares, à direita na imagem, e as áreas mais escuras das Nebulosas do Cachimbo e da Serpente. A estreita região poeirenta da nossa Via Láctea corta a imagem de forma oblíqua, salpicada por nebulosas brilhantes e avermelhadas, tais como  as Nebulosas da Lagoa, Trífida e NGC 6357 e NGC 6334. Esta “estrada” escura alberga igualmente o centro da nossa Galáxia, onde se encontra um Buraco Negro de massa extremamente elevada.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Um Pouco Sobre a Arte Rococó na Europa...


Antes de mais,devemos aprender o que a Arte Rococó...

O que é a Arte Rococó?

A Arte Rococó foi um movimento artístico surgido na França do século XVIII,tanto na Arte como na Arquitectura,com um estilo caracterizado por uma certa leveza e delicadeza  e acentuado Decorativismo.Esta palavra "Rococó" derivou do "rocaille"(designação adoptada dos trabalhos ornamentais
executados com conchas ou pedras), um estilo de Decoração de interiores baseado numa linearização
curvilínea e em elementos naturalistas.
Em 1730, o movimento foi divulgado na Europa, revelado,nomeadamente, nas Igrejas e Palácios do Sul da Alemanha e da Áustria. O Mobiliário Chippendale é uma versão Inglesa do Estilo Rococó Francês.
Outras características do Rococó são o uso de dourados e ornamentos assimétricos, com pormenores naturalísticos elegantes e a pintura mural, com delicadas cenas pastoris e representações ilusionísticas.
 Amalienburg Pavilion. at Nymphenburg Palace, Munich photo AmalienburgPavilionatNymphenburgPalaceMunich.jpg
O Pavilhão Amalienburg,no Palacio de Nymphenburg,perto de Munique (Alemanha) e o Pavilhão do Hotel de Soubise, em Paris (França), são  bons exemplos do movimento,e foram pintados por François Boucher e Jean Honoré Fragonard.
Em Portugal,o Rococó ficou associado às obras Arquitectonica de Mateus Vicente de Oliveira (Palácio de Queluz) e de André Soares (palácio do Raio, em Braga),tendo maior expressão no Norte do País.
Igreja de Santa Maria Madalena photo IgrejadeSantaMariaMadalena.jpg
O Rococó Em Portugal

Surgiu no Reinado de D. João V,por influência de Artistas Franceses que estiveram no País. Outra fonte importante são as pinturas Alemãs, sobretudo no Minho , onde o rococó se implantou mais vigorosa, exuberante e originalmente, como se pode observar pelas obras do Arquitecto André Soares (Palácio
do Raio, Igreja da Madalena). De resto, o Rococó assumiu em Portugal feições regionais distintas;em Lisboa,por exemplo,misturou-se o Rococó da Corte (Palácio de Queluz)com o Classicismo Pombalino; no Alentejo,foi o Neoclassicismo...
O Rococó prolongou-se até ao século XVI.
A Pintura Rococó

Na Pintura as transformações ainda são mais intensas. Tudo quanto o Barroco exibia de Teatral, Heróico e Dramático, Realista e Popular, transforma-se ou  quase desaparece, substituído pela Graciosidade Decorativa, Fantasia,Erotismo,Aristocratismo e Mundanidade.
Desaparece praticamente a Pintura Religiosa,com os seus  Acontecimentos Sagrados narrados Dramaticamente, os Martírios Cruéis, os Calvários Sangrentos, as Virgens e Madalenas soluçantes....Mudam-se os Tempos...Mudam-se as Vontades!!! Os  Temas são agora,bem mais Frívolos, Mundanos e Galantes. Tudo vai falar quase que exclusivamente das graças da Mulher.Vislumbram-se cenas de Boudoir ou de Alcova, de Salão ou dos Interiores Luxuosos, Festas em  jardins...Em suma,representam,não a Religião,mas o quotidiano da Aristocracia, ociosa e fútil, pastorais idílicas e sobretudo nus Femininos.Depois de tanto tempo excluida,chegou o Século da mulher, cujas graças jamais tinham sido cantadas como souberam cantá-las Watteau, Fragonard e Boucher, os Franceses que melhor representam essa Pintura.
Também a técnica se transforma na Pintura,com pinceladas rápidas, leves e curtas,com desenhos decorativos, tonalidades claras e luminosas em que predominam as cores Pasteis; os rosas, azuis, verdes e lilases, delicados e feéricos. Os pintores tornam-se exímios na representação dos tecidos finos, sedas e brocados achalamotados, tafetás e veludos, vaporosidade das gases e musselinas e dos tons de carne Femininas.
Uma das particularidades da época, é o aparecimento de Retratistas Femininos, que rivalizam com os Homens e forçam as portas da Academia. Também o gosto da Prática das Artes, da Música, da +intura e da Gravura, na Alta Sociedade.
A Famosa Marquesa de Pompadour, por exemplo, estudava Desenho e Gravura com o Pintor Boucher. Discutia problemas de técnica e de expressão, dava opiniões, como se fosse  uma Artista Profissional.
Outra particularidade da época é a generalização da técnica do Pastel. O Pastel,é um giz colorido, pastoso e aderente, feito com terras bem moídas. Aplica-se o pastel sobre papel rugoso ou com a superfície áspera, adrede preparada, para recebe-lo e fixa-lo, ou mesmo sobre camurça. Há Pastéis mais duros, próprios para acentuar as partes do Desenho, outros mais brandos, para as massas de cor. O Pastel foi uma verdadeira moda no século XVIII, especialmente no retrato, pois se presta com facilidade à expressão de certos efeitos de delicadeza e leveza dos tecidos, maciez da pele feminina, sedosidade dos cabelos, de luzes e brilhos. Quase todos os grandes Pintores Rococós foram também Pastelistas.

Artistas do Rococó

Na Arquitetura destaca-se Gabriel-Germain Boffrand (1667-1754) e Johann Balthasar Neumann (1687-1753).
Gabriel, extremamente popular na Paris do Século 18, construía casas para a Aristocracia Francesa, preocupando-se sempre com a harmonização entre a Construção e a Decoração do seu interior ao Estilo Rococó.
 salon de la princesse hotel de soubise photo salondelaprincessehoteldesoubise.jpg
Um dos exemplos mais conhecidos de seu trabalho é o Salon de la Princesse no Hotel de Soubise (1732).
Trata-se de uma rica sala de recepção numa casa particular, em que elementos como janelas e espelhos são usados para dar a sensação de amplitude e fragmentar a luz
Johann Balthasar Neumann, Arquiteto e Engenheiro alemão (Cheb, Boêmia, 1687 - Würzburg, 1753). Mestre do ilusionismo Barroco. Entre  as suas obras principais estão o Palácio  de Würzburg e a Igreja dos Vierzehnheiligen (14 santos), na Baviera.

A Arquitectura

Na Arquitetura, o Rococó adquiriu importância principalmente no Sul da Alemanha e na França.As suas principais características são uma exagerada tendência para a Decoração carregada, tanto nas fachadas quanto nos interiores. As cúpulas das Igrejas, menores que as das Barrocas, multiplicam-se. As paredes ficam mais claras, com tons pastel e o branco. Guarnições douradas de ramos e flores, povoadas de anjinhos, contornam janelas ovais, servindo para quebrar a rigidez das paredes. O mesmo acontecia com a Arquitetura Palaciana.
A expressão máxima do Rococó na Arquitetura Palaciana são os pequenos Pavilhões e abrigos de caça nos Jardins. Construídas para o Lazer dos Membros da Corte, essas edificações, Decoradas com molduras em forma de argolas e folhas transmitiam uma atmosfera de Mundo ideal. Para completar essa imagem dissimulada, surgiam no tecto, imitando o céu, cenas bucólicas em tons Pastel.A Arquitetura dos irmãos Asam é fundamental dentro do Rococó.
Kaisersaal do Pal photo KaisersaaldoPalaacuteciodeWurzburg.jpg
O paradígma do Salão Rococó é a Kaisersaal do Palácio de Wurzburg, onde a ornamentação chega a um grau de extravagância quase quebradiça, tamanha a minúcia. Através de ornatos ilusionistas e figuras escultóricas que voam, as paredes quase desaparecem, num efeito mágico de leveza.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Os Buracos Negros Têm Um Tamanho Medio...?

Os buracos negros podem ser pequenos, com apenas cerca de 10 vezes a a massa do nosso Sol, ou monstruosos, ostentando o equivalente em massa até 10 bilhões de sóis. Buracos negros tem um tamanho médio? O telescópio espectroscópico de matriz Nuclear da NASA, ou NuSTAR, está examinando uma classe de buracos negros que podem se enquadrar na categoria proposta de médio porte.

"Exatamente como os buracos negros de tamanho intermediário se formam permanece uma questão em aberto", disse Dominic Walton, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena. "Algumas teorias sugerem que eles poderiam formar-se em ricos aglomerados densos de estrelas, através de fusões repetidas, mas há um monte de perguntas a serem respondidas."

Os maiores buracos negros conhecidos como supermassivos, dominam os corações de galáxias. A imensa gravidade desses buracos negros arrasta o material em direção a eles, forçando o material para aquecer e soltar poderosos raios-X. Pequenos buracos negros pontilham o resto da paisagem galáctica. Eles formam sob o esmagamento de colapso, quando estrelas maiores do que o nosso Sol morrem.

Evidências de buracos negros de tamanho médio entre esses dois extremos podem vir de objetos fontes de raios-X ultraluminosas ou ULXs. Estes são pares de objetos em que um buraco negro se alimenta vorazmente de uma estrela normal. O NuSTAR está se juntando com outros telescópios para dar uma olhada mais de perto nas ULXs. Ele está fornecendo o primeiro olhar para esses objetos em, de alta energia de raios-X, ajudando a obter melhores estimativas de suas massas e outras características.

Em um novo trabalho de Walton e seus colegas, aceito para publicação no Astrophysical Journal, os astrônomos afirmam terem encontrado um ULX desapercebido anteriormente. Eles estudaram o objeto, que se encontra na galáxia espiral Circinus a 13 milhões de anos-luz de distância. Os resultados indicam que o buraco negro em questão tem cerca de 100 vezes a massa do Sol, colocando-o junto à fronteira entre pequenos e médios buracos negros.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A Descoberta do Universo Que Contradiz o Big Bang...

 "Embora seja difícil de entender a dimensão deste 'grande grupo de quasares' (LQG), podemos dizer com toda a certeza que é a maior estrutura já vista em todo o universo", disse o Dr. Clowes da Universidade Central de Lancashire'sJeremiah Horrocks Institute. "Isso é extremamente empolgante, porque vai contra a nossa compreensão atual da escala do Universo. Mesmo viajando na velocidade da luz, levaria cerca de 4 bilhões de anos para atravessar esta estrutura.

 Este grande grupo de quasares desafia o princípio cosmológico, a suposição de que o Universo, quando visto em uma escala suficientemente grande, tem a mesma aparência, não importa de onde você esteja observando-o. A teoria moderna da cosmologia é baseada na obra de Albert Einstein, e depende do princípio cosmológico.

Quasares são núcleos de galáxias dos 'primeiros dias' do Universo. Um único Quasar emite de 100 a 1000 vezes mais luz e energia do que uma galáxia inteira com 100 bilhões de estrelas. Desde 1982 tem sido aceito que os quasares tendem a se agrupar em grupos ou "estruturas" de dimensões surpreendentemente colossais, formando os grandes grupos de quasares, ou LQGs na sigla em inglês.

Para dar uma noção de escala, nossa galáxia, a Via Láctea, está separada de sua vizinha mais próxima, a galáxia de Andrômeda, por cerca de 0,75 Megaparsecs (MPC), ou 2,5 milhões de anos-luz. Grupos de galáxias podem ter de 2 a 3 MPC, porém, os LQGs podem ter cerca de 200 MPC ou mais de diâmetro.

Com base no princípio cosmológico e na moderna teoria da cosmologia, cálculos sugerem que os astrofísicos não poderiam encontrar uma estrutura maior do que 370 MPC. O que eles não esperavam do recém-descoberto LQG, é que sua dimensão é de 500 MPC. Como este grupo de quasares é alongado, a sua dimensão chega a 1.200 MPC (4 bilhões de anos-luz), cerca de 1.600 vezes maior do que a distância entre a Via Láctea e a galáxia de Andrômeda.