quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Galiza...a Terra dos Celtas....

Fervenza-do-Ezaro-Iluminada-durante-o-pasado-San-X  
O nome da Galiza , como os nomes Galés, Galia, Galiza, Galos, Galatia, Galates, Gaélico, Gaeles, Galego, Galaico ... têm todos a raiz Gal- que o Povo Romano usava para nomear a um Povo Indo-Europeu da Europa central, os Celtas. Os Celtas tinham vários linguagens semelhantes e eram uma variação duma linguagem comum o velho Goidelico ; o Gaélico os Gaélicos - Irlandeses e Escoceses - , o Galaico os Galegos, o Galés os Galeses, o Galo os Galos, ... Todos esses Povos tinham o mesmo ponto de vista Religioso e a mesma cultura Céltica . Os Gregos foram os primeiros a conhecer, depois os Romanos, que os nomearam Keltoi ( escondidos, longe, ... ), palavra que Latinizada deu origem às palavras Celta e Céltico. Da sua origem etimológica o nome de Galegos , quer dizer Celtas.

Nas primeiras referências aos primeiros moradores históricos da Galiza feitas pelos Historiadores Gregos já falavam dos Celtas;Herodoto , em 425 a.C., nas suas Historias, livro 2, diz;
Gal
"Os Celtas ficam mais ala das Colunas de Hércules, perto dos Cinetos ( no Algarve de hoje, no Sul de Portugal ) que moram ao mais Oeste de todos os povos da Europa" . Uma clara referência á Galiza além do Douro, ao Norte, ao Finisterre Céltico.

Estrabo no século I a.C. , na sua Geografia, já fala na sua descrição da Galiza, das Tribos Keltoi, dos Artabros, ... Hoje se acham na Galiza nomes da toponímia, eidos, rios, montes, ... que ainda levam, quase na forma original do Goidélico Galaico, os nomes Célticos que os antepassados dos Galegos de hoje deram-lhe. E seria possível , a partir destas informações muito bem conservadas nos nomes Galegos da Galiza, reconstruir um pouco da Língua Galaica, como os Franceses fizeram com o Galo.

Em duas inscrições achadas em Sobreira, perto do Porto, aparece a versão latinizada do nome da Deusa Mãe dos Celtas, Calleac ( Galeg ), como "Calaic-ia" . O que é uma confirmação do grande respeito que os Celtas Galegos tinham pela a Deusa Mãe ...

A Trindade Céltica; Calec-a , Brig-a e Baad-e , respectivamente a Deusa Mãe, a Deusa da Fertilidade e a Deusa da Guerra, que como afirmam os Druidas é uma só pessoa, ideia levada ao Cristianismo pelo Galego Priscilam, se acha lembrada na Galiza pelo Culto importante, e sem igual noutro povo com exceção da Irlanda e da Bretanha, no Culto á Virgem. Não há um caso de Terra Galega que nãoligue a Deusa Mãe á forma da Virgem.
Galiza
Os povos Celtas, ainda hoje, são Povos que têm um fundo sentimento da Religião, para que as coisas Naturais e Sobrenaturais se misturam muito fácilmente.O Povo Galego, é testemunha desta profunda Religiosidade dos Celtas...
Ainda hoje acha-se na Tradição e na Toponímia dos sete Países Celtas, Irlanda,Bretanha, Galícia,Ilha de Man, Escócia, Gales e Inglaterra , nomes com referências aos Deuses comuns ; Briga, Lugo, Baade, Bel, Lir, .... que testemunham os Antigos Cultos dos Celtas.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

A Cultura Chibcha...

 
A cultura Muisca pertence à família linguística Chibcha, que pertence principalmente a  territórios Povoados que hoje compreende os departamentos de Boyacá e Cundinamarca na Colômbia .  
A cultura Muisca ocupou as terras altas e vales da Cordilheira Oriental da Colômbia , principalmente entre o maciço Sumapaz e Cocuy  , ao longo dos rios Bogotá , Suarez e Chicamocha . A área mais povoada era a savana Cundiboyacense , incluindo Bogotá , Nemocon , Ubatã , Chiquinquira , Tunja e Sogamoso 
O território da Muisca atravessou uma área de 46,972 km ² do Norte do Boyacá Sumapaz Páramo e das Cúpulas das Magdalena Vale a Cordilheira Oriental .  
Os Cientistas identificam o grupo " Muisca " como um povo que migraram para o planalto de Cundiboyacense  entre 5500 e 1000 aC. Como outras culturas da América pré- clássico , o Muisca estavam numa transição entre Nómadas e Sedentários. A partir de 1500 aC chegaram os grupos Tribais da região com tradições agrícolas e artesanais .  
Em Zipacón existem evidências da agricultura e da cerâmica dos mais antigos assentamentos nas terras altas até a data 1270 aC. Entre 500 aC e 800 aC uma segunda onda de imigrantes chegaram ás terras altas , que é identificada pela presença de cerâmica multi-colorida e obras para a casa e agricultura.  
Esses são os grupos que duraram até a chegada dos Conquistadores Espanhóis e deixou vestígios abundantes da sua ocupação , que se tornaram objectos de estudos desde o século XVI , permitindo a reconstrução de eventos históricos passados. 
A Lenda do "El Dorado" era um lugar mítico e começou quando o Conquistador Gonzalo Jiménez de Quesada encontrou os Muiscas pela primeira vez,com uma população entre Cundinamarca e Boyacá Hoje Colombia, em 1537,Eles deveriam ter grandes reservas de ouro e os Conquistadores Espanhóis procuraram-nos , atraídos pela idéia de um lugar com ruas pavimentadas de ouro , onde o metal precioso era tão comum que eles até o desprezavam .  
Muitos deles morreram na tentativa de descobrir a Cidade , com longas expedições que penetraram na selva para nunca mais serem vistos...

O povo Muisca eram organizados numa confederação de união dos Estados , que mantinham a sua própria Soberania no mais alto órgão político. A Confederação não era um reino,pois não havia nenhum Monarca ,também não era um Império , já que não dominaram outros grupos étnicos ou povos . Por isso, foi uma das maiores e mais bem organizadas Confederações de Tribos do Continente.Cada Tribo dentro da Confederação era Governado por um Chefe ou Cacique . A Tribo tem a sua autonomia e foi uma célula na confederação. A maioria das tribos pertenciam à mesma etnia Muisca , que compartilhavam a mesma língua e cultura e em relação ao comércio. Eles uniam-se em face de um inimigo comum e, portanto, o exército é de inteira responsabilidade do Zipa ou Zaque .
 A confederação do Sul,era  liderado por Zipa ,e tinha a sua Capital em Bacatá ( agora Bogotá) . Esta política incluia a mais meridional da população Muisca e segurava maior poder economico. A confederação Norte era governado por Zaque , e tinha a sua Capital em Hunza,Hoje ,Tunja. 
 Embora ambas as Confederações comuns tivessem afinidades de relações políticas e pertencessem à mesma Nação , havia rivalidades entre elas . 
 As Tribos se  dividiram em Capitanias ( Governadas por um Capitão e dois tipos . A Maior Capitania ( Sybyn ) e  a Menor Capitania ( Uta ) O status de Capitão era herdado através da linha Materna. 
A organização administrativa dos Muisca tinha uma forte economia que foi considerada uma das mais poderosas da era Pós- Clássica América. Quando os Conquistadores Espanhóis chegaram ao território da Confederação, eles encontraram um estado rico que estimulava as suas ambições. 
 
A Confederação Muisca minerava os seguintes produtos;
 Esmeraldas,cobre , carvão ( mineral e vegetal ) , sal ( minas Nemocon Tausa e Zipaquirá ) . 
Ouro; O ouro era importado, mas ele era tão abundante que se tornou um material favorito para o artesanato Muisca . As inúmeras obras de artesanato em ouro e a tradição de oferecer Zipa de ouro á Deusa Guatavita ajudou a criar a Lenda do El Dorado.O mercado era um lugar importante para a Confederação Chibcha.Os produtos da agricultura , mineração, têxteis , cerâmica, ao lado do suficiente para comer ,permitia-lhes ter um excedente para o seu comércio. Feiras ou mercados realizavam-se em cada Cidade e semanalmente concorriam a determinados sitios.
O Chibchano , "Muysca Cubun" ou !Muisk Kubun" pertencia à família linguística Chibcha que se extendia a várias regiões da América Central e a Norte da América do Sul.